1 de June de 2009 at 4:07 am | Posted in inutilidades | Leave a comment

Dentro dos prédios cinzas, de bandeiras hasteadas,
escondida em abafados escritórios,
entremeada por plásticas divisórias,
inaudita por barulhentas reformas,
confabula a tecnocracia esclarecida,
compadecida que é dos governados:

– Os índices são claros! Vejam, senhores, essa tabela,
a nos mostrar a exclusão.
O gráfico, por certo, nos diz
que se trata de problema multicausal, mas não sem solução!
Definamos, colegas, o impacto do programa!
Diminuiremos a fome ou daremos educação?
Não podemos nos esquecer, ainda, que todos são cidadãos!
É preciso aumentar a auto-estima e garantir a participação!

Mas dentre os ruídos surge uma voz de oposição:
– Ai de nós, planejadores!
Nossa engenharia não vingará!
Não é nosso objeto uma metódica curva!
Não manipulamos variáveis, mas atores!
Qual problema? Qual programa?
Quem se atreve a ter tal informação?
Não colegas! Não, senhores!
É o excluído que toma sua própria decisão!

Leave a Comment »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries and comments feeds.

%d bloggers like this: