Propriedade no Paraíso

17 de April de 2009 at 3:40 am | Posted in libertarianismo | Leave a comment

Ontem, o capítulo da novela Paraíso, da Rede Globo, exibia a seguinte cena: o bom prefeito da fictícia cidade de interior, sócio de dois rapazes da capital na montagem de uma rádio local, se prepara para a chegada do ilustre engenheiro que irá construir a torre de transmissão de seu novo negócio. O engenheiro chega à cidadela de helicóptero, e é recebido pela multidão de caipiras curiosos. Preocupado com a segurança de sua máquina, ele é acalmado pelo Prefeito: “Não se preocupe que eu já mandei os guardas da prefeitura ficar aqui de vigia!”.

A cena não foi feita com o intuito de apontar uma atitude desonesta ao prefeito. Pelo contrário, era uma cena trivial de uma atitude trivial que passou despercebida de tão amplamente aceita. Mas, analisada, retrata um sério problema da nossa sociedade. Ela demonstra como o conceito de direito de propriedade é raso em nosso imaginário coletivo. Há uma grande facilidade em se aceitar a apropriação de bens alheios. No caso, o prefeito se apropria de um bem de propriedade comum – a segurança – para dar ao engenheiro que lhe prestará serviços pessoais. Esquece-se, entretanto, que toda apropriação implica uma expropriação (exceção, claro, aos bens abandonados ou nunca utilizados), seja ela exercida sobre um bem em comum ou sobre um bem privado. Em Paraíso, o prefeito expropriou o povo. Mas ninguém pareceu importar.

Leave a Comment »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries and comments feeds.

%d bloggers like this: