O melhor combate é não combater…

16 de April de 2009 at 2:39 am | Posted in libertarianismo | 1 Comment

Hoje, no evento “Minas Combate a Crise”, ouvi de Humberto, meu colega de Fundação e Assembleia, a melhor explicação para o fato do liberalismo não “colar”. Para ele, o problema com o liberalismo econômico é que, diante de uma crise, não fazer nada parece irracional, pois o homem se acostumou, desde o iluminismo, com a ideia de que deve agir para resolver seus problemas. Não agir é esperar a mágica e deste modo os mecanismos de mercado soam supersticiosos.

Faz sentido. Bastante. Talvez agora eu preste mais atenção nisso, e ao invés de panfletar que o melhor combate à crise é não combater, adicionarei ao fim da frase o advérbio “coletivamente”. Ou “governamentalmente”. Pois não é que nós queiramos que as pessoas fiquem inertes e esperem alguma providência divina. Para nós, os mercados são as pessoas. Se por alguma nova ocorrência torna-se necessário combater uma situação desfavorável, (isto é, agir, no sentido praxeológico do termo), apenas defendemos que seja um combate individual – cada qual com suas escolhas, com seu conhecimento, com suas soluções.

1 Comment »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Falta que faz um chargista… Imagina uma charge em algum jornal com um tank atacando “a crise”, com a legenda MINAS COMBATE A CRISE. Com certeza eles nunca mais fariam algo do tipo.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries and comments feeds.

%d bloggers like this: